Cultura popular
04/04/2013
Museu Vivo retoma atividades com homenagem a São Benedito
O Museu Vivo será retomado neste domingo (7), das 14h às 17h, com uma novidade: a partir deste mês a programação dará destaque aos saberes nas áreas de artesanato, culinária e música, baseada numa manifestação da cultura popular. Esse programa é realizado pelo Museu do Folclore de São José dos Campos nas tardes de domingo. 

As primeiras atividades deste ano vão girar em torno das manifestações de devoção a São Benedito, considerado o padroeiro da comunidade negra no Brasil. Assim o destaque será a culinária, tendo como convidado o casal Júlio Lúcio Pinheiro (57 anos) e Maria José de Souza Pinheiro (54 anos). 

Moradores do bairro Galo Branco, os dois são devotos de São Benedito e vão demonstrar como fazem doce de abóbora, o mesmo que distribuem no dia da festa do santo da Igreja Católica. “Muitos devotos pagam suas promessas oferecendo doces a São Benedito”, explica Maria José.

Além dos doces, as manifestações de devoção a São Benedito também são representadas por danças folclóricas, como o Moçambique e a Congada, realizadas durante as festas e que poderão ser apreciadas durante o Museu Vivo deste mês, por meio da exibição de vídeos. As atividades são abertas ao público e terão sequência nos próximos domingos com a presença de outros ‘fazedores’, sempre na área externa do Museu do Folclore. 

Dia de São Benedito

Apesar de a Igreja Católica comemorar o dia de São Benedito em outubro, as homenagens a ele são realizadas em diferentes datas, de acordo com a tradição de cada região, cidade ou irmandade. Em São José dos Campos, nas igrejas de São Benedito do Alto da Ponte e do Galo Branco, elas ocorrem em outubro. Na antiga igreja de São Benedito, no centro da cidade, hoje tombada como patrimônio histórico e transformada em centro cultural, a festa ocorria em abril.

O Museu do Folclore, mantido pela Fundação Cultural Cassiano Ricardo (FCCR) em parceria com o Centro de Estudos da Cultura Popular (CECP), fica aberto de terça a sexta-feira, das 9h às 12h e das 14 às 17h, aos sábados e domingos, das 14h às 17h. O espaço fica na Avenida Olivo Gomes, 100, Parque da Cidade, em Santana.

Mais notícias
Fundação Cultural Cassiano Ricardo
Governança