No Cine Santana
20/01/2014

Carregando imagens...

Grupo Piraquara apresenta Marombo nesta quinta-feira, no Cine Santana

O personagem mais intrigante da Folia de Reis estará em cena em “Marombo – O Rei da Folia”, produzido pelo Projeto Piraquara, da Fundação Cultural Cassiano Ricardo (FCCR). A apresentação será nesta quinta-feira (23), às 20h, no Cine Santana (Avenida Rui Barbosa, 2005 – Santana). A entrada é gratuita.

 

A peça vai trazer, especialmente, a figura do Marombo, também conhecido como Palhaço, Marumbo, Marungo, Bastião, Fardado, Véio, entre outros nomes de acordo com a região.

 

Por meio de músicas e projeções, o espetáculo contará a história dos soldados que foram designados para matar o menino Jesus. A fim de eliminar o Rei dos Judeus, Herodes mandou matar Jesus, assim como todos os meninos que tivessem menos de dois anos de idade.

 

A encenação mostra como os soldados do Rei Herodes se converteram milagrosamente ao chegar à manjedoura. Desde então, vestidos com roupas coloridas e extravagantes e utilizando máscaras, os soldados passaram a proteger a criança contra o rei e ajudaram o menino fazendo com que a Sagrada Família conseguisse fugir para o Egito. E segundo a crença popular, foi dessa história que nasceu a figura do Marombo.

 

O Marombo é um “soldado” que representa a parte profana e teatral da Folia de Reis, além de levar diversão aos fiéis e curiosos com suas chulas e danças. O personagem também tem o trabalho de recolher esmolas ofertadas ao grupo e possui uma função simbólica de proteger Jesus.

 

Grupo Piraquara

 

Criado pela FCCR em 1988, o Projeto Piraquara é responsável por várias atividades e ações culturais voltadas para a valorização do folclore e da cultura popular regional. Desde 2012 o projeto é administrado por meio de convênio firmado com o Centro de Estudos da Cultura Popular (CECP). O objetivo é colaborar com a transformação da sociedade, por meio da informação, formação e divulgação das manifestações folclóricas em São José dos Campos e região.

Mais notícias
Fundação Cultural Cassiano Ricardo
Governança