Dica de Passeio
17/12/2014

Carregando imagens...

Museu do Folclore abre nas semanas de Natal e Ano Novo das 14 às 17h
O Museu do Folclore de São José dos Campos (Avenida Olivo Gomes 100), no Parque da Cidade, é uma boa dica de passeio durante as festas de fim de ano. Nas semanas do Natal e do Ano Novo, o Museu estará aberto e poderá ser visitado nos dias 23, 26, 27, 28 e 30, das 9h às 17h (terça e sexta) e das 14h às 17h (sábado e domingo).

A exposição 'Patrimônio Imaterial: Folclore e Identidade Regional' estará fechada apenas nos dias 24, 25 e 31 de dezembro e no dia 1º de janeiro de 2015; além das segundas-feiras (22 e 29), para a realização de serviços de limpeza, como ocorre semanalmente.

A partir de 2 de janeiro, o funcionamento voltará ao normal, inclusive no setor administrativo. A primeira atividade externa do ano no museu, além da exposição, será 25 de janeiro, com a realização da XVIII Chegada das Bandeiras, marcando o encerramento do Ciclo de Natal. Está prevista a participação de 15 grupos de Folias de Reis.

O Museu do Folclore de São José dos Campos é uma unidade da Fundação Cultural Cassiano Ricardo (FCCR) que funciona sob gestão do Centro de Estudos da Cultura Popular (CECP). Tem a missão de desenvolver ações de salvaguarda, divulgação, formação e informação, que levem à valorização do folclore na região de São Jose dos Campos, Vale do Paraíba e Litoral Norte, contribuindo para o fortalecimento da identidade cultural e formação da cidadania.

A exposição de longa duração do Museu do Folclore de São José dos Campos, 'Patrimônio Imaterial: Folclore e Identidade Regional', procura sensibilizar o visitante sobre os diferentes modos de viver, de comunicar fé, festa, técnica, escolhas estéticas, comida, música e dança, como revelações de recordações antigas que convivem com novas e atualizadas memórias.

Criada em 2006, sob curadoria do renomado museólogo Raul Lody, a exposição alia fundamentos de antropologia e museologia, orientada pelo conceito do direito à cultura e às suas mais variadas expressões materiais e imateriais.

Mais notícias
Fundação Cultural Cassiano Ricardo
Governança