28 de julho
16/07/2015

Carregando imagens...

Teatro de mamulengo para crianças e adultos no Museu do Folclore

Para comemorar os 248 anos de São José dos Campos, o Museu do Folclore promove no dia 28 de julho uma programação voltada à cultura popular, que tem como ponto alto o espetáculo de teatro de mamulengo ‘Simão e o Boi Pintadinho’, com o mestre Valdeck de Garanhuns e o Trio Tropeiros da Serra.

 

O espetáculo acontece às 15h30 e faz parte do projeto ‘Mestre Valdeck de Garanhuns, 35 anos Brincando, Versando e Esculpindo’, que marca os 35 anos de carreira do artista. Após a apresentação, haverá um bate-papo dos artistas com a plateia.

 

A programação começa às 10h, com abertura de uma exposição de 50 bonecos e objetos novos e antigos relacionados ao teatro popular de bonecos de Pernambuco (mamulengos), Paraíba (babau), Rio Grande do Norte (João Redondo) e Ceará (Cassimiro Coco). Às 14h, haverá uma ‘aula brincante’ com o mestre Valdeck, que fará uma palestra ilustrada utilizando o material da exposição e música ao vivo.

 

Programação

10h: Abertura da exposição

14h: Aula brincante

15h30: Espetáculo ‘Simão e o Boi Pintadinho’

16h30: Bate-papo com o público

 

Perfil do artista

Valdeck de Garanhuns é conhecido no Brasil e no exterior. É poeta, artista plástico, arte-educador, ator, compositor, contador de histórias e mestre em teatro de mamulengo, que usa como recurso educacional em escolas, empresas, entidades, ruas e praças. Está entre os melhores xilogravuristas do país, tendo participado de salões de arte, exposições coletivas e individuais. Já expôs nos Estados Unidos e na Alemanha; e suas obras fazem parte do acervo do Museun für Völkerkunde de Frankfurt.

 

Teatro de mamulengo           

O teatro de mamulengo (tipo de boneco) é conduzido com as mãos, que se caracteriza pelas histórias, linguagem própria, personagens fixos, pancadaria, picardia, música, dança, etc. É eminentemente de rua, mas, pela sua versatilidade, pode ser apresentado em teatros e outras casas de espetáculos. Ele é acompanhado de música ao vivo (sanfona, triângulo, zabumba, pandeiro, ganzá, etc.) e versa sobre assuntos relacionados ao comportamento do povo.

 

Pouquíssimo conhecido no Estado de São Paulo e na maior parte do país, o teatro de mamulengos é uma relíquia da cultura popular brasileira que ainda consegue subsistir. Por meio dele é possível se transportar para a fantasia mágica do teatro e ficar, ao mesmo tempo, entre o sonho e a realidade.

 

O espetáculo

‘Simão e o Boi Pintadinho’ é um espetáculo literalmente popular. A história se passa na fazenda do coronel Vicente Pompeu, que está realizando uma grande festa para comemorar o noivado de Simão de Lima Condessa, gerente geral para todos os fins e sua afilhada Marieta. O coronel quer que a festa seja uma grande reinação brasileira, com apresentações de bumba-meu-boi, reisado, ciranda, frevo, coco etc.

 

A história, além de apresentar o bumba-meu-boi também mostra o reisado, a ciranda, o poeta repentista, o frevo, o coco e analisa vários aspectos da cultura popular, como danças, folguedos, lendas ecologia, cidadania, culinária, costumes, tradições, e outros. Na apresentação, o Trio Tropeiros da Serra utiliza instrumentos como sanfona, zabumba, triângulo, alfaia, ganzá, pandeirão, pandeiro, cavaquinho, agogô e caixa.

 

A programação prevista é uma realização da Fundação Cultural Cassiano Ricardo (FCCR), da Prefeitura de São José dos Campos e do mestre Valdeck de Garanhuns; com organização do Centro de Estudos da Cultura Popular (CECP), associação social sem fins lucrativos responsável pela gestão do Museu do Folclore.

 

Museu do Folclore: Avenida Olivo Gomes, 100, Parque da Cidade. Informações: 3924-7318.

Mais notícias
Fundação Cultural Cassiano Ricardo
Governança