Programação do Museu do Folclore destaca as figureiras
17/08/2015
Figureira Maria Benedita dos Santos, a Dona Lili
os alunos terão contato com a exposição temporária montada em homenagem à figureira Maria Benedita dos Santos, a Dona Lili

Mergulhar no universo de uma das mais marcantes e importantes manifestações da cultura popular do Vale do Paraíba, a arte de fazer figuras. Esta é a proposta do Museu do Folclore de São José dos Campos (Avenida Olivo Gomes, 100 – Parque da Cidade) a partir desta terça-feira (18) até o dia 11 de setembro.

As atividades terão a participação de quase 3.800 alunos de 50 escolas públicas e privadas da região, que se inscreveram na programação deste ano. As escolas municipais de ensino fundamental Irene Alves Lopes, Paula Guimarães Nunes Irma e Ilga Plusplatais, são as primeiras participantes.

Com o tema ‘A Arte das Figureiras do Vale do Paraíba’, a intenção é que os alunos, além de conhecer as figuras já prontas, por meio de duas exposições, também possam ver, por meio de vídeo e na prática, como elas são feitas. Várias figureiros de São José, Taubaté e Caçapava estarão presentes nos dias de atividades, mostrando como fazem suas figuras e conversando com os alunos.

Além de visitar a exposição permanente do museu (‘Patrimônio Imaterial: Folclore e Identidade Regional), onde poderão conhecer o trabalho das figureiras por meio de várias peças expostas nas salas São José dos Campos, Festas e Religiosidade, os alunos terão contato com a exposição temporária montada em homenagem à figureira Maria Benedita dos Santos, a Dona Lili, falecida em junho deste ano.

A exposição temporária é composta por pertences particulares da figureira e algumas peças feitas por ela, retratando um casamento e um velório. Os acontecimentos mais marcantes da sua vida, como nascimento, casamento e nascimento dos filhos, podem ser conferidos numa ‘linha do tempo’ com textos e fotos dispostos em placas de acrílico. As figuras fazem parte da reserva técnica do museu e os pertences foram emprestadas pela família.

Os alunos assistirão, ainda, um resumo do vídeo ‘Chuvas de Anjos’, que mostra a história, os saberes e o trabalho de algumas figureiras da região, e de onde é tirado o barro, a principal matéria-prima utilizada na confecção das peças (a íntegra do vídeo pode ser visto no endereço ou na própria exposição permanente).

Virtual

O Museu do Folclore também quer aproveitar a internet para difundir ainda mais a cultura popular nas escolas. Os alunos poderão tirar fotos e gravar vídeos para postar na página do Museu do Folclore no Facebook; e os professores serão convidados a desenvolver ações pedagógicas sobre cultura popular com seus alunos e divulgar o relato das experiências no site do Museu do Folclore.

Tema será estendido

O tema deste ano será estendido para os próximos meses, para que mais escolas possam ter a oportunidade de conhecer e vivenciar o trabalho das figureiras do Vale do Paraíba. A exposição temporária que será montada em homenagem à Dona ‘Lili Figureira’ e o vídeo mostrando o trabalho das figureiras continuarão a fazer parte do roteiro de visitas no segundo semestre.

A realização do Mês do Folclore 2015 é da Fundação Cultural Cassiano Ricardo (FCCR) e Prefeitura, com organização do Centro de Estudos da Cultura Popular (CECP), associação social sem fins lucrativos, responsável pela gestão do Museu do Folclore de São José dos Campos.

Mais notícias
Fundação Cultural Cassiano Ricardo
Governança