FCCR e CECP lançam o 24º volume da Coleção Cadernos do Folclore
08/12/2016
A Fundação Cultural Cassiano Ricardo (FCCR) e o Centro de Estudos da Cultura Popular (CECP) lançam na quarta-feira (14), às 19h30, o livro 'Carapicuíba - Uma Aldeia Mameluca', escrito pelo professor e jornalista Américo Pellegrini Filho. O lançamento é aberto ao público e será no Museu Municipal de São José dos Campos (Praça Afonso Pena, 29 – Centro). 

Este é o 24º volume da Coleção Cadernos de Folclore, publicação produzida anualmente pela FCCR e CECP. O trabalho é resultado de pesquisa bibliográfica e de muitos anos de observações na Aldeia de Carapicuíba (SP) e arredores, bem como de convivência com alguns de seus mais antigos moradores – conhecedores e praticantes das tradições populares locais.

"Nossa atenção maior, desde 1961, foi despertada pelo fato de, a pouco mais de 20 quilômetros da Praça da Sé, se encontrar um pequeno aglomerado de casas antigas, onde ocorre a festa de Santa Cruz, uma das mais interessantes festas folclóricas da Grande São Paulo", enfatiza Américo Pellegrini.

No prefácio do livro, o professor Américo Pellegrini cita que a Aldeia de Carapicuíba integrava um conjunto de aldeias - São Miguel, Pinheiros, Guarulhos, Barueri, Itu, São José (dos Campos), Embu e Itapecerica - que tinham a importante função de proteger a Vila de São Paulo, para evitar ataques indígenas na guerra contra o branco invasor.

Autor

Américo Pellegrini Filho nasceu em São Paulo e estudou no Colégio Paulistano. É bacharel em Jornalismo pela Faculdade de Jornalismo Cásper Líbero desde 1958. É Mestre em Ciências da Comunicação na ECA/USP em 1980, fez especialização em Arte Educação e Museu; e doutorado em Ciências da Comunicação também pela ECA-USP

Trabalhou em jornais e lecionou no Colégio Estadual Camargo Aranha de 1973 a 1975. Também foi professor nas áreas de ecologia, cultura, turismo, patrimônio natural e cultural, folclore e cultura popular em diversas e renomadas instituições de ensino. Participou de cursos e seminários dentro e fora do Brasil, com apresentação de trabalhos.

É ganhador de várias premiações: Melhor Reportagem, A Imprensa, S. Paulo, 1956 (parceria com Paulo Riccioppo); Medalha Sesquicentenário dos Irmãos do Divino, Tietê, 1989; Medalha Folclorista Emérito, Comissão Nacional de Folclore, 2008; Troféu Tropeiro da Cultura, XV Congresso Brasileiro de Folclore, São José dos Campos, 2011.

Mais notícias
Fundação Cultural Cassiano Ricardo
Governança