Mais emprego
20/11/2017

Carregando imagens...

São José tem recorde positivo no saldo de postos de trabalho

Dados divulgados nesta segunda-feira (20) pelo Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), do Ministério do Trabalho e Emprego, revelam que em outubro São José dos Campos obteve um saldo positivo de 854 postos de trabalho. Esse é o melhor resultado desde 2014 e deste ano também.

No saldo de empregos, a cidade ficou à frente de outros municípios importantes, como Sorocaba (93), Ribeirão Preto (656), Franca (569), Santo André (319), São Bernardo do Campo (208), Guarulhos (843) e Santos (-62).

De acordo com os dados, somente no setor de serviços foram gerados 3.271 vagas ante 2.535 demissões, gerando um saldo de positivo de 736 postos de trabalho em São José dos Campos.

Nos anos anteriores, o município registrou saldo negativo de empregos: -536 em 2014, -5.450 em 2015, e -4.226 em 2016.

Para o Caged, o saldo de emprego é o resultado da diferença de admissões e demissões.

Qualifica São José

Para os técnicos da Secretaria de Inovação e Desenvolvimento Econômico, os resultados positivos refletem também o empenho da Prefeitura de São José dos Campos, que tem trabalhado em todas as áreas, visando a geração de emprego e renda no município.

Outro fator de empenho da Prefeitura nesta área refere-se ao programa Qualifica São José, que capacita os trabalhadores para a disputar de vagas trabalho, as quais pouco a pouco vão sendo retomadas pelo mercado. O programa deve encerrar novembro com cerca de 11 mil vagas oferecidas para mais de 120 cursos gratuitos de capacitação.

Nos últimos meses, o Qualifica tem priorizado cursos para o setor do comércio, tendo em vista as demandas do período natalino. A Prefeitura também tem viabilizado uma nova legislação de incentivos às empresas startups.

Sala do Empreendedor

Também tem colaborado para esses resultados positivos a desburocratização implementada pela Prefeitura, com as ações da Sala do Empreendedor. O empreendedor ganhou mais agilidade na abertura de empresa, com prazo recorde de até três dias.

Mais notícias
Inovação e Desenvolvimento Econômico
Gabinete
Governança