Carnaval 2009
24/02/2009

Carregando imagens...

Raízes Jovens é a grande campeã com 214 pontos
A Escola de Samba Raízes Jovens, do Campo dos Alemães, foi a campeã do Carnaval 2009 no grupo especial, com 214 pontos. Com o samba enredo ‘Carnaval na Antiguidade’, a escola levou para a avenida 425 componentes.

Em segundo lugar, totalizando 211 pontos, a Estrela de Prata, da Vila Maria, conquistou o vice-campeonato. A escola apresentou o enredo ‘Folclore e Lendas’ e levou para a avenida 418 componentes.

Em terceiro lugar ficou a Sol Nascente, também da Vila Maria, com 206 pontos; e em quarto e rebaixada para o grupo de acesso, a Unidos da Vila, que representa a Vila Letônia e a Vila São Bento, com 201,5 pontos.

Pelo grupo de acesso e por apenas um ponto de diferença (107 a 106), a Escola de Samba Santa Cruz, do Centro, venceu a Filhos do Sol, de Santana. Com este resultado, a Santa Cruz vai desfilar no grupo especial em 2010.

Blocos

Com um desfile diferenciado, pregando um carnaval saudável e louvando a Jesus, o Bloco Conexão Livre, da Primeira Igreja Batista de São José dos Campos (PIB), estreou na avenida neste ano e foi o vencedor entre os blocos.

O bloco acabou superando o tradicional Corintinha, do Jardim Paulista, que retornou aos desfiles, ficando em segundo lugar. Em terceiro lugar ficou o Império da Vila, da Vila Letônia e Vila São Bento; e em 4º o Leão de Ouro, do Campos de São José.

Em três dias de desfiles a Avenida Teotônio Vilela recebeu cerca de 45 mil pessoas. Vários bairros da cidade e os distritos de São Francisco Xavier e Eugênio Melo também tiveram atividades com bandas e trios elétricos.

Trabalho antecipado

Para Aderson Alves, presidente da Liga das Escolas de Samba de São José dos Campos, o que falta para o carnaval da cidade ficar ainda melhor é o trabalho antecipado das agremiações para ganhar o apoio da comunidade.

“Não podemos deixar para pensar o carnaval pouco antes dos desfiles”, afirmou. Segundo ele, o destaque deste ano ficou por conta da participação da Primeira Igreja Batista por meio do Bloco Conexão Livre. “Uma grata surpresa para Liga”, disse.

Exclusão

Além de ter sido impedido de desfilar por não ter o número suficiente de participantes, o Bloco Raio de Luz também foi suspenso pela liga por cinco anos seguidos, não podendo participar dos desfiles neste período. “Foi um ato de desrespeito com o público” frisou Aderson.

Mais notícias