Prefeitura Municipal de São José dos Campos

05/02/2008
Carnaval 2008
Acadêmicos do Satélite é campeã pela 12ª vez
Foto
Acadêmicos do Satélite, mais uma vez campeã do Grupo Especial
 
A Escola de Samba Acadêmicos do Satélite conquistou seu 12º título consecutivo de  campeã do carnaval de São José dos Campos, somando 218,5 pontos no grupo especial. Já a Unidos da Vila, que ficou em quarto lugar com 206,5 pontos, foi rebaixada e desfilará pelo grupo 1 no carnaval do ano que vem.

Com o enredo ‘As Mil Faces da Alma’ e 535 componentes, a Acadêmicos do Satélite obteve nota 10 em quase todos os quesitos de julgamento. A única exceção foi um 9,5 em uma das duas notas dadas para o quesito bateria. A classificação foi determinada pela soma das duas notas em todos os quesitos.

Com 1,5 ponto apenas de diferença, a Estrela de Prata (primeira foto ao lado), também do grupo especial, somou 217 pontos e ficou em segundo lugar, seguida pela  Escola de Samba Raízes Jovens, com  215,5 pontos e apenas três anos de avenida.

A apuração dos desfiles das escolas de samba, foi realizada nesta terça-feira (5), no auditório do Paço Municipal. O Carnaval 2008 teve organização da Prefeitura e da Liga das Escolas de Samba de São José. Durante três dias de desfiles, as arquibancadas da Avenida Teotônio Vilela receberam cerca de 15 mil pessoas.

Acesso

No Grupo 1, a Sol Nascente somou 217,5 pontos com o primeiro lugar e subiu para o grupo especial. Ela foi seguida de perto pela Santa Cruz, que obteve 216 pontos e o segundo lugar. Em terceiro ficou a Filhos do Sol, com 202,5 pontos e, em 4º, a Leão de Ouro, que totalizou 197 pontos. Não há rebaixamento previsto para o quarto lugar deste grupo.

Crescimento

Para o presidente da Liga das Escolas de Samba, Adérson Alves Pinto (última foto ao lado), “o Carnaval de São José dos Campos está em ascensão, mas não pode estacionar em infra-estrutura e apoio, para que possa crescer ainda mais”.

Dados da Federação Paulista das Escolas de Samba informam que o carnaval joseense estaria, atualmente, em quinto lugar no ranking do Estado, contra a 45ª posição de alguns anos anteriores. “Isto mostra a capacidade das escolas e o investimento do poder público”, ressalta Adércio.

O dirigente enfatizou que as agremiações não precisam de apoio financeiro exclusivamente do poder público, mas esperam contar com sua influência para conseguir a colaboração também das grandes indústrias da cidade.
 

Acessado em 20/08/2019 através do endereço http://servicos2.sjc.sp.gov.br/salaimprensa/noticia.aspx?noticia_id=3945